Como aumentar as vendas com marketing de conteúdo

Por Julio Oliveira, CEO da Novacia

Nossos relacionamentos mais maduros, normalmente, são construídos por afinidade. Já li isso em algum livro de psicologia, mas, nesse caso, falo por minha própria experiência. Aprendi que construir relações por diferenças dão muito trabalho. Afinidade. Esse é o nome do jogo. E a notícia boa é que, se você relaxar, essa construção acontece quase por osmose. Claro, ao longo do tempo, vamos aprendendo a ser mais criteriosos com as coisas, e com relacionamentos não é diferente. Mesmo que esse relacionamento seja profissional – ou melhor, principalmente se for profissional. Sim, porque trabalhar com quem tem valores semelhantes aos nossos e em quem confiamos é sempre mais fácil. E perceber isso rápido pode fazer grande diferença. Pense nisso.

"Nossos relacionamentos mais maduros, normalmente, são construídos por afinidade"

Assuntos

Assuntos = conteúdos. Então, porque coloquei assunto e não conteúdo? Quero propor aqui uma reflexão. A partir daqui, vou correr por águas turvas e escrever pela minha experiência não acadêmica. Muito se tem falado sobre Branded Content – Marketing de Conteúdo – e, na prática, o que mais vejo são ações com conteúdos análogos ao nosso, geralmente subproduto de algo já feito e que serve, na minha visão, para estar em evidência. É importante estar em evidência, claro! Mas, respeitando as infinitas exceções, prefiro pensar em conteúdo como algo proprietário, que fale de você, com suas experiências, como pensa, como pesquisa, que histórias tem a contar e como uso tudo isso para encontrar a minha turma. Que é o que espero conseguir com esse artigo. Será?

Meus conteúdos

É como a minha cara, o meu DNA, e é isso que cria vínculos. Na verdade, temos muitas coisas que criam vínculos, algumas mais simples do que exponho neste artigo, mas é sobre uma forma especial de relacionamento que falo. Faço isso há uns 30 anos – ok, estou meio velho, mas não o suficiente a ponto de não entender que muita ferramenta “old school” serve para construir relacionamentos sólidos. E é nessa hora que a turma mais antiga tem muito a contribuir. Sim, porque a construção de narrativas não é algo novo, nem a sua importância. Por isso, construir relacionamentos no mundo digital precisa da valiosa ajuda dos conteúdos. Porém, construir uma relação entre conteúdos – forma, afinidade, periodicidade, etc. – é uma tarefa fundamental e que poucos conhecem no mercado. Imagina colocar isso na mão de um estagiário – nada contra os estagiários, claro, até porque foi um termo generoso para não agredir muitos analistas, coordenadores, gerentes e até diretores. Esse assunto é difícil mesmo, é construído por alguma ordem formal, mas tem muito de testar, mudar, testar, mudar. Ou seja, tem muita hora de voo nisso. Talvez seja por isso – e pelo custo, claro –, que construir conteúdos proprietários seja ainda insipiente. Tenho a minha certeza de que isso irá mudar rápido ao longo do tempo. É uma tendência, e quem viver verá cada vez mais empresas buscando um caminho mais proprietário e menos análogo nessa questão.

Relacionamentos criam clientes

Encontro muitos clientes e prospects pedindo leads. E acho engraçado, porque Marketing de Conteúdo bem feito gera leads consistentes, e até fãs, e temos uma centena de exemplos disso. E, muitas vezes, ele trabalha há meses e anos com MKT digital convencional – inventei esse termo para identificar o MKT digital não estruturado em conteúdos – sem sucesso. Quando entro no jogo, já vou escutando que isso demora, que custa caro... Sinto que cada vez mais pessoas estão aderindo ao MKT digital estruturado a partir de conteúdos, enxergando sua eficácia consistente na geração de leads e, muitas vezes, direcionando as campanhas baseadas na conquista de leads.

Cases

Quando a Whirlpool buscou pela primeira vez a nossa ajuda para sua campanha de trainees, nosso relacionamento era estritamente off-line. Fazíamos campanhas para o público interno, vídeos, ações de marca. Enfim, um relacionamento típico off-line, mas mesmo assim gostavam de nossa criação e solicitaram nosso apoio na campanha digital para fomentar a inscrição de candidatos ao Programa de Trainee. Pensamos logo de cara em como ter conteúdo proprietário para essa campanha. Nossa ideia foi pegar os trainees de anos anteriores e colocá-los ao lado dos produtos Brastemp e Consul – marcas Whirlpool – e a partir daí contarmos suas histórias. Para que, dessa forma, o candidato se sentisse dentro da empresa mesmo antes de se inscrever. Histórias 100% reais. O resultado foi que, a partir do ano seguinte, assumimos toda a campanha digital. Aumentamos a qualidade e o número de participantes. O cliente ficou feliz e o fidelizamos para outras ações dentro da companhia.

Agora que você já tem todo esse conteúdo, que tal usar tudo isso para construir suas histórias e ter ainda mais relevância nas redes sociais? E, claro, se precisar impulsionar ainda mais a sua marca, conte com a gente ;)

Compartilhe esse artigo:

Facebook pinterest